As cores da memória e um pouquito de Almodóvar

Inglaterra, 1950s (Brett Jordan / reprodução)

PRÓLOGO: na varanda de casa, com meu fiel flatmate, observando a coleção de pássaros não-identificados e gaivotas cruzando o céu nublado de Barcelona. De repente, vem o sol… e a chuva. Eu explico pra ele nosso ditado, que, por sinal, sempre deixa os espanhóis meio petrificados: “cómo así, casamiento de español?”. E aprendo que, na […]

Leia Mais

As crias são o pecado do corazón

Arte sobre imagem de Jack Moreh (Susana Bragatto / Folhapress)

ILARILARIÊEEE O OOO OOOOOO… Eu tava concentrada na cozinha preparando uma espécie de pseudoratatouille experimental com mirtilos e riquíssimas azeitonas negras de Aragón, umas miudinhas que tradicionalmente são curtidas no próprio azeite com ervas bruxísticas, quando escutei a Xuxa na sala de casa. Corri pra ver e dei com meu compañero de apê catalão e […]

Leia Mais

Celebração nos tempos do vírus, ou: de Bangladesh, com amor

Mergulhando em Tamarit, praia ao sul de Barcelona, depois de terminar a quimioterapia –e a anêmona is for real (Raül Cendón Soler / Divulgação)

Ela abre um sorriso branquíssimo por trás das pilhas de bandejiñas de abóbora (outono na zoo-ropa, época de abóbora), salsinha, funcho. — Funcho, Susana?? Quequé isso?? –me pergunta uma amiga no Whatsapp, quando vou lhe contando a historieta de um dia qualquer em Barcelowna owna owna. Mas voltando à cena. A moça da quitanda me […]

Leia Mais

Uma história de amor em Ibiza

Tráspas e Torijano em Ibiza (Reprodução – Susana Bragatto / Folhapress)

Eu caminhava pelas ruas medievais do centro histórico de Eivissa, capital de Ibiza, cantarolando “Eu só quero você” do Pepeu por baixo da minha máscara de neoprene negra, quando os vi. Altos, belos, em branco e negro. Casal. Segurando um bebê. Apaixonados –parecia, sonhei, imaginei. Dalt Vila (“cidade alta”, em ibicenco, cercada por muralhas do […]

Leia Mais

Terrorismo e a memória do trauma

Montagem sobre foto do ataque terrorista às torres gêmeas (Susana Bragatto/Folhapress e Brad Rickerby/Reuters)

O atentado em Nice desta última quinta (29) me fez pensar. Recordar. Onde você estava no dia em que os aviões se chocaram contra as torres gêmeas, quase 20 anos atrás? Eu estava no centro acadêmico da faculdade de Comunicação, no corazón do Butantã, em São Paulo. Indo pegar um café e um sanduíche de […]

Leia Mais

Desabafo de uma hipocondríaca a passeio por Barcelona

Arte sobre imagens de petanca e do parque Sant Martí, em Barcelona, Espanha (Reprodução / Susana Bragatto / Folhapress)

Eu aqui tentando me concentrar pra escrever sobre Espanholices de Potencial Interesse Coletivo e só consigo pensar em uma coisa. Seriam a náusea e a persistente dor na lateral esquerda das minhas costelas algo sério? Desculpem a interrupção dos Textos Normais de Coluna de Jornal para tal desabafo pessoaull, mas imagino que vocês me entendam. […]

Leia Mais

Sobre Gildas e abismos em um longínquo boteco español

Arte sobre fotos de Yann Allegre e Nikolas Noonan (Susana Bragatto)

Subiu como um microincêndio interior. Não pude evitar morder os lábios (por que mordemos lábios? anoto, pra futuras investigações urgentes às 3 da manhã). Era comoção e, vamos a veire, raiva, bruta, cristalina y malagueta raiva o que eu sentia. Ele me observava de longe, pescoço levemente inclinado para a esquerda, cotovelo apoiado no balcão […]

Leia Mais

A princesa, o golfe e umas corujas imaginárias

Arte: Aniol Yauci / IG: @yaucianiol

Domingo de sol, e eu aqui qual serpente anaconda buscando as sinuosas nesgas de luz na varanda de casa. E pensando, lânguida e aleatoriamente: por que será que golfe tem fama de esporte de rico? Vamos a veire. Até onde entendo, amadora que sou, a referida atividade parece estoicamente simples. Consta, em resumo, de um […]

Leia Mais

Gustavo, engenheiro, dois filhos: ‘vou pra rua’

Sentado sobre os famosos ladrilhos de Gaudí, Gustavo, 43, pede dinheiro na calçada de Passeig de Gràcia, uma das avenidas mais movimentadas de Barcelona, em agosto de 2020. (Foto: Susana Bragatto / Folhapress)

Pergunto a Gustavo, catalão, 43, jardineiro e engenheiro de telecomunicações formado pela Universidade de São Paulo nos idos dos 1990, se poderia recontar sua história. “Pode, sim, eu não tenho vergonha nenhuma. Estou fazendo isso pela minha família”, me diz, abrindo os longos braços —em português quase perfeito. Estamos na avenida mais turística-peposa de Barcelona, […]

Leia Mais